MICROCOSMO

 

aquela casinha de dois cômodos
apenas com aquele pequenino pátio
contendo toda terra desse mundo
eu tão miúdo pressupunha muito

extenso o sítio muito ter moedas
para comprar chicletes balas & apenas
falar Mamonas Vira-vira gols
Corinthians Power-Rangers jamais

perder batalhas de mamona com
mãos-pretas pé-de-amora pés vermelhos
levar no peito imenso mundo mundo

vasto assim como uma rima vasto
tal meninice de infinito seio
na pequenina dimensão dos abraços

Advertisements

FUGIDIO

coelho-2

Marco-me à ferro, ferradura.
Marco-me como são marcados
os animais distraídos:
ausente de eternidade.
A cabra-burra amedrontada
pela altura.
Marco-me ao chão,
cabeça-baixa,
discernindo esquinas.
Quem em sã-consciência
orbita o céu sem refletir
todo seu azul-piscina?

CORREIO ELEGANTE

Caleidoscópio-de-flor-2.png

caleidoscópio de eu’s –
minúsculos cacos
desengonçados bailam

gostaria de criar
gestos para me mostrar
aqui receptivo

o gesto de grandeza ímpar
capaz de tocar levemente
e fazê-la sentir
algo mais
além do riso preso
de quem testemunha
o mico

nem se fosse outro
nem se fosse o último
da face da Terra

GUARAREMA

freguesia-da-escada_fotos-de-alcides-torres-4 (2).jpg

Os índios transmitiram
dever de galgar,
degrau a degrau,
alguma salvação.

Ergueu-se barroca
Nossa Senhora e sua escada,
leves mãos do destino
trocando carícias
com o entorno
em taipa de pilão.

Das entranhas
de vosso ventre, depois,
brotou a pérola,
santificando os ossos
avermelhados
de seus antepassados.