ABISMO

81d31ed3691e27280fffc62738d48ea3--hamsa-macabre(Angustia – Oswaldo Guayasamín)

Os pés engessados em barro
desconhecem a direção do vento
por detrás da esquina.

Haverá vida dentro do bálsamo
da troca de olhares?
Algo para apoiar-se dispensada
a própria fronteira?

Forjo assombros: temendo
luz & altura.
Rebanho-me pelo abismo de ser
no sentido anti-horário.

Advertisements

ARQUÉTIPO

1200px-William_Blake_007(Satan Smiting Job with Sore Boils (1826) – William Blake)

eu poderia jurar ter visto num filme
de Quentin Tarantino meu nome
no principal personagem
& meu nome como título.
o homem prestes afogar-se
da maneira mais irônica:
boiando na maré da própria língua
com os braços imóveis,
embrulhados pela paciência de Jó.
eu vi & poderia jurar ter ganhado
uma corda, uma viagem só de ida
à Beirute, uma dose de cachaça
do anjo da guarda.
mas disso, disso já não trago
nenhuma convicção, soa-me
apenas como um versículo
longínquo das revelações.

O HOMEM-ABSURDO

i238-miniatura-600x705-22980(O suplício de Sísifo – Franz von Stuck)

Sísifo, gauche & alquímico, segue engessando
o aqui & agora. Pura negação dos deuses.
Mãos de poeta rolando a pedra do tempo
montanha acima. Cavocando a carne
até sobrar somente cinzas do instante.
Traços surrealistas das parcas sobre carbono.
Mapa afetivo. A previsão exata de um
tarot de marselha: o cavaleiro da morte
cavalga a ironia do absurdo: vai-se
num atropelo, num sopro,
num samba diurno.

CIRCULAR

maitre1

quando um homem com indícios de paz
abre a guarda sente o impacto
de abalos sísmicos no peito

os braços & as mãos em conchas
tornam-se incapazes
de proteger a caixa torácica
placas tectônicas esparramando-se

mesmo em chamas é necessário
mais suor mais calor mais fogo
para reverberar alguma satisfação
é preciso querer sempre mais

TROMBETAS

El-Greco-Dominikos-Theotokopoulos-The-opening-of-the-Fifth-Seal-of-the-Apocalypse(A abertura do quinto selo – El Greco)

toda criança pensa inventar o mundo
como se nada existisse antes de si
porém o mundo é uma coisa velha
& gasta por profecias apocalípticas
& ânsia de cravar o próprio fim
cegos guiando cegos rumo à cova
crendo tornar-se parte de algo maior
subsumir mísero átomo numa
pretensa eternidade

SOMBRA

0e55d2b77c3b2d60ecfe33ff3204b28b

Aquilo já-dito marca a casca do instante.
Funda sulcos. Leitos para raios de sol
por toda carne extinta. A memória
em seu ritmo frenético: retorno,
mesmo esmaecido, espasmo.
Retorno, garganta cortada, aparição.
Lázaro caminhado mares de sangue.
Bavcar moldando trevas à pancada.
Tormenta em certezas enfermiças.

– mesmo morto a poesia
há de me dar alguma
espessura.

CONSAGRAÇÃO

a37d33ca76ea74d549732a2bbd1742c5428129
(Jose García Chibbaro)

 

p/ meus pais

Os dias prensam-se. Míseros são
os pássaros ainda aptos a cantoria.
Verbo herdado.
E até mesmo eu, vosso primogênito
lucano, resquício vulgar da beleza;
para até mesmo eu, abre-se o convite:
escancarar o âmago da poesia,
meditar sob o elo do cabal silêncio
& o descanso à sombra do sublime
– profecia bíblica – a gênese
primeira da imagem.